Seja feliz também !!!

Enquanto a humanidade caminha eu corro !!!
Vamos correr !!! testar os limites e depois descansar para correr mais.
Mas a vida não é só isso ...
Deus, Família, Patriotismo, Futebol, Música ...

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Nunca mais corro uma Maratona !!!

Rio de Janeiro, 07 de julho de 2013.

Treinei com seis meses de antecedência para esta Maratona. Logo no início da base, fiz uma operação, que tirou-me 10 dias de treinos. Foi a pior parte. Decidi focar nesse desafio e esquecer do resto. Fiz os longões com muitas subidas, pois já sabia da Av. Niemaier. Cuidei da alimentação e era tudo o possível no momento. Já que o sono é difícil com um bêbê lindo em casa.

Para treinar, tinha exatamente a janela de 6 e 30 da manhã até as 7 e 40. Tomava um semi banho, vestia a roupa do trabalho e vazava de bike para iniciar a labuta as 8 em ponto.  Sempre dava tempo !!! e nos finais de semana fazia os longos com mais calma. Na minha rotina de Família, Igreja e Trabalho, foi o único espaço existente. Sendo assim, aproveitei cada segundo. Dois pares de tênis e 5 kg perdidos depois, estava em pé no dia 07 de julho para correr a maldita.

Eu gosto mesmo é de correr meia maratona. Tenho certeza de que me dá muito mais prazer no dia da prova. Entretanto, o processo que me leva até a maratona : o treinamento, o estudo, a estratégia, o grupo de longões, as amizades que se encontram, o auto conhecimento ... não há comparação.

Esse nome de meia sempre me incomodou. Fazer pela metade. É idiotice, mas se 42 km fosse meia maratona, eu ia correr 84 km. Repito, é idiotice. O primeiro maratonista morreu de cansado ... tem tudo para dar merda.

DETONANDO O ARGENTINO, KKK

Não creio que o maratonista é o melhor. Toda corrida acaba. Quando voltamos para casa, nos encontramos conosco mesmo. Sem Deus, Família e Amigos não adianta, continua incompleto. Mesmo concluindo a maratona do gelo.

 Deus, Família e Amigos não me faltaram. 

Deus ; que creio me dá tudo.

Família ; 98 % do que eu uso para correr é presente da minha princesa. Ela não corre, não vai assistir às corridas. Mas ajuda muito.

Amigos ; Corrida de Rua MS - Pão e Tal . Equipe tipo família mesmo. Selecionados. Quenianos da Humildade.

O Frank que sempre ofereceu ajuda, inclusive no km 35 nos levando ouro em forma de biscoito globo. Quem corre sabe o valor. Nunca vou esquecer.

Seria errado não destacar o Juscelino. Educador físico que me orientou de graça e correu comigo todos os longões ( menos um) que fiz na nossa cidade.

Mais errado ainda seria não mencionar o Osvaldo Brandão, que correu comigo uns 40 km da Maratona. Sem ele seria o dobro da dificuldade. Um dia vamos baixar de 4horas.

O Jorge e o Ozéias, que sempre me ajudam nos deslocamentos pela 
cidade maravilhosa.
 
Os amigos virtuais do facebook também fizeram sua parte. Aprendo muito. Motivação diária online.

A prova foi assim : ( vou direto para prova)

Os 3km iniciais foram travados pela multidão sem noção que sai na frente e molenga demais. 
Depois recuperamos e estabilizamos no pace de sub 4 até a subidinha da Niemaier, no qual chegamos com folga de uns 8 minutos. Mas antes disso, não lembro em qual km, dei uma topada num gelinho baiano. Tá doendo essa unha até agora e não é força de expressão. Mudou de cor e deve cair em breve. Vai tarde !!!
Mas ae a casa caiu no final dessa série de subidas em curvas infernais. Só lembro de falar : - Olha ali no relógio a temperatura.   e o Osvaldão respondeu : - nem me fala que eu não vou olhar, rsrsrs
 Chegamos no 30 km dentro do sub 4 h. Mas o ritmo caiu, caiu e deitou. Doeu tudo. E o Osvaldo travou e eu segui logo após Copacabana. Um pouco mais a frente o queniano do cerrado, como é conhecido o Osvaldo, passo por mim voando e deu o bizu : depois que eu alonguei melhorou muito.
Continuei correndo e pensando ... " faltam 5 km, não vou alongar nada, vou repetir esse movimento até chegar. A dor é psicológica. " até que a outra perna que tava boa ( ???? ) puxou tudo de uma vez  e me entortou completamente. Na hora lembrei do conselho amigo. Estiquei por 20 seg cada lado e segui. As dores passaram e o ritmo aumentou. Voei no final. Aprendi mais uma. Talvez, se alongasse antes, tivesse feito o sub 4h. 

Vou dar um tempo de maratona. Vou focar no 21km para baixar o tempo. Na minha cidade não há prova de 42 km e não devo viajar mais esse ano a não ser a serviço. Talvez em 2014 dependendo da Copa do Mundo eu volte a correr essa Maratona.

 Nunca mais corro uma Maratona em 2013, kkkk !!!

patrocinador master ;
 
p


Até a próxima !!! Meia do Pantanal na alça de mirra !!!


.




30 comentários:

  1. Ah, que susto!
    Muito bem escrito, muito mesmo, só na última frase revelou o tema do texto.
    Corre outra Maratona sim porque isso te desafia. Não precisa fazer mais de uma por ano. Amo as meias também, elas são inclusive mais saudáveis.
    Eu corri muito, com as dores que bem sabe, nos últimos 1500m pra ficar sub 4h e consegui por 18 segundos..
    Vida que segue.
    Tem 7km em Minas no sábado, no outro fim de semana Meia maratona da Bahia e em outubor Maratona de Buenos Aires....Assim vamos cada um seguindo sua rotina por este esporte maravilhoso e que nos propicia conhecer "causos" e pessoas especiais como você.
    Parabéns por sua determinação, fé e perseverança!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Suas palavras me animam muito.
      vamos enfrente. Amanhã, volto a treinar. Nos veremos por ae com certeza. abração.

      Excluir
    2. Volte, mas se me permite, faça, NO MÁXIMO, 4 a 5 km de trote leve e de preferência na grama....Os 7 dias pós maratona, mesmo sem dor aparente, são importantes pra te recuperar. Podemos parecer muito bem mas há muitas micro-lesões, fora os ligamentos , joelhos, tendões, muito exigidos...

      Excluir
  2. É isso ai camarada, representou bem os amigos da Base Aérea. Muitos querem poucos perseveram até o final. Vc está de parabéns!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui eu sou das pistas. Não represento a Base Aérea. Xô , assombração !!! kkkk um abração

      Excluir
  3. Belo texto Estivison,

    Parabéns ai pelo seu Recorde e que venham novas conquistas.

    Maratona pra mim só daqui uns 3 anos. hehehehe

    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns!!!!Correr maratona como vc disse não se restringe a correr no dia da prova....são os treinos,apoio de amigos e família, fé, perseverança, dedicação,treinamento físico e mental,alimentação, descanso, sorte e uma série de outros fatores que levam ao resultado tão esperado....vc venceu esse grande desafio!!!!Estranhei quando li o título he he he. Valeu Abção

    ResponderExcluir
  5. Estivison sempre sofremos nas corridas e sempre falamos que não vamos mais correr, mas não adianta, sempre estamos correndo ela...kkkk...É isso aeee amigão, meus parabéns por mais uma prova concluida...Mas espera aeeee...Vc acha a subida da av. niemayer dificil??? Po então imagina so algumas subidas que mais ingremes do que essa que ja fiz que demoram mais de 1 hora correndo??? Pena que não nos vimos...Bons treinos,

    Jorge Cerqueira
    www.jmaratona.com

    ResponderExcluir
  6. Parabéns Estivison você foi brilhante correndo e também no seu relato, nossos 40 km juntos foram incríveis muitas histórias, muitas risadas, muitas dores, tudo vai ficar marcado em minha memória, o visual da cidade maravilhosa, a largada, o rapaz (Alexandre) leitor do seu blog, de CG que nos abordou no caminho, o pit stop no Km 21, a subida do Joa e Niemeyer, os pais do Sacadura em copacabana nos dando aquela força, o fenomenal Casal Frank e Thais nos incentivando, a cãimbra do km 38, e não poderia deixar de lhe agradecer o apoio quando por volta dos 30 km pensei em andar e você não deixou, isso foi fundamental. Portanto meu amigo o sonhado sub 4h que queríamos e não veio foi somente um detalhe. Estamos juntos para o próximo desafio. Grande abraço e até o próximo treino.

    ResponderExcluir
  7. Pparabens Estivison minha primeira maratona foi sofrida tbm pesenei em nunca mais correr outra fiz em 4;15 a maratona do fogo o ano passado ai fui pra revanche esse ano e concluir ela novamente vencendo em 3;37. Gostei do seu texto ser maratonista e tudo que vc falou, Deus a familia e os amigos...valeu meu irmao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é nós !!! sempre de vejo correndo aqui perto da BACG. um abração e até breve !!!

      Excluir
  8. Olá Estivison.... maratona é isso mesmo, um mix de alegria, dor, superação mas, o sentimento que prevalece é que somos diferentes, ou seja, fomos e vencemos nós mesmos. Correr 42km não é moleza não, por isso,te parabenizo e também os demais colegas de nossa equipe (Brandão e Sacadura)que com vc alcançaram mais um difícil objetivo. Parabéns!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Me emocionei demais com seu relato. Confesso que no início pensei (como vc mesmo disse): "Meu, tem tudo pra dar merda, melhor abandonar a ideia" Mas ao final percebi que toda dor e sacrifício é mto bem recompensada pela satisfação que SÓ A LINHA DE CHEGADA é capaz de proporcionar. Continuo na minha preparação. Suas palavras são, sem dúvida, um incentivador pra quem está indo em busca de uma maratona. Com todas as dificuldades que vc vivenciou, sua primeira maratona foi sem dúvida sub 4h. Tenha certeza. Parabéns pela prova, pelo relato, e obrigada, vc me ajudou mto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, só quem corre sabe. Vc vai se transformar, ver o mundo de outro modo. Vá e vença !!!

      Excluir
  10. Alexandre Montello11 de julho de 2013 11:15

    Olá Estivison e Brandão, eu fui o cara que abordou vocês no KM 31 ahahahha, precisava conversar aquela hora, ja tava com muita ãnsia de vomito ahahhaha.

    Perfeito seu texto, a maratona é dura, faz você se sacrificar de muita coisa, mudar alimentação, mudar rotina, tem dias de treino duro, tem dia que dá vontade de chorar, tem dia que é estressante, mas também é gostoso, tem o gostinho da superação, de quase encontrar o seu limite, de ver pessoas aplaudindo e gritando para você continuar, ver pessoas realmente tentando te ajudar no meio da corrida... é sensacional.

    Dei uma quebrada no KM 35 e começei a vomitar, mas também consegui voltar a correr bem de leve e finalizar!Não foi o tempo desejado mas como vc disse, essa é minha última maratona desse ano, ano que vem volto para tentar fazer em 3hrs e alguma coisa, espero encontrar vocês por lá e acompanhar vocês por mais tempo hahahaha.

    Abração e Parabéns pela dura conquista. Com certeza se já não esqueceu já está esquecendo da dor e ficando só o gostinho da vitória.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. em 2011, eu vomitei no km 35 e caminhei muito. Não q seja normal, mas acontece. Treina mais que melhora.

      Excluir
    2. Parabéns Alexandre Montello, a única certeza que temos depois da linha de chegada é onde e quando será a próxima, descanse bem e bons treinos pra você. Grande abraço. Brandão.

      Excluir
  11. Meu amigo passei pelo mesmo drama! Corri duas maratonas sem pressa e nessa que tive pressa quebrei! Foco em 2014! Te aguardo aqui! Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vamos q vamos !!! é sempre encontra contigo nas provas, amigo.

      Excluir
  12. Estivison. Eu e a Thais temos orgulho de ter sua amizade.

    ResponderExcluir
  13. eu que digo isso sobre vcs. Melhor q tudo é conviver com tanta gente boa.

    ResponderExcluir
  14. Relato fantástico combatente!! Até hoje, 15/07, estou todo dolorido. Fiz em 4h28m. Encontrei você e o Osvaldo, lembra, nas proximidades do KM 10. Quando o relógio do Osvaldo "apitou" e ele falou: - 5.3, tá muito bom! Falei na hora "o meu lugar não é aqui". Diminui e voltei pro meu velho e bom 6.0.
    Posso resumir uma maratona corrida pela primeira vez com a seguinte frase: esgotamento físico total, fortalecimento mental incrível. Tive ao longo da minha vida, dois acontecimentos que me fizeram vir às lágrimas, o nascimento de João e José, meus filhos. Ao avistar o pórtico de chegada no aterro do Flamengo(maior e melhor do mundo), não tive como conter a emoção, empurrada pela superação, as lágrimas vieram.
    Gostaria de agradecer aos amigos que me incentivaram a viver esta emoção, Frank e Thais. Frank que não pode correr os 21k, devido a uma contusão e ao "tonhão" elétrico na orla de copa. KKKK. Também a minha querida esposa, Laura, que deu a maior força quando eu passei na raça por copocabana.
    Por fim, aos amigos Osvaldo e Sacadura que na largarda me emprestaram uma pulseira para controlar meu ritimo. Detalhe, o pace era de 5.3. Não deu para cumprir é claro!!
    Estivison, combantente! Lembro bem dá sua fala antes da largada: "depois que você chegar, não larga mais esse troço". Sou voluntário para os próximos longões. Sarando minhas unhas dos dois dedões, é claro!! KKK
    Um grande abraço e parabéns!

    Valdecir Pereira da Silva

    ResponderExcluir
  15. Olá Estivison!!! Parabéns!!! Tenho uma admiração muito grande por quem consegue fazer uma maratona ou mesmo por quem apenas já tem a coragem de se preparar para uma!! GUERREIROS MESMO!! É pura superação física e mental!! Apesar de nunca ter feito, digo que conheço bem o que é isso, pois já tenho todos os sintomas nas corridas mais curtas, como em 12 k, hehehe. O pior é que é verdade!!! Encontro até o "muro", ...rsrs. Parabéns mais uma vez e fiquei muito feliz com a foto e comentário sobre a Pão e Tal. Valeu!!! Vamos que vamos, treinando, lanchando e repondo as energias!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. apenas retribuo a atenção e carinho que recebo. Saudades dos treinos !!!

      Excluir
  16. Vc foi super bem na maratona! Nao diga nunca!
    Abraço
    Vanessa

    www.nossodiariodetreino.wordpress.com

    ResponderExcluir